Sorvete com café conquista consumidores em Minas

Gelaterias oferecem combinações de café com sorvete em BH

Nova mania na cidade foi importada da Itália e traz combinações surpreendentes que vão do doce de leite ao brownie
Quente e frio. Doce e amargo. Na gastronomia, os opostos se atraem. É o caso do café e do sorvete, dobradinha servida em combinações surpreendentes em Belo Horizonte.
A verdade é que já virou mania. Difícil é encontrar pela cidade uma sorveteria cujo cardápio não ofereça uma caprichada sessão dedicada aos cafés ou sobremesas geladas envolvendo a bebida. A moda foi importada da Itália. Pelo menos é o que conta Lucas Lenzi, legítimo filho daquela terra e proprietário da gelateria Mi Garba, no bairro de Lourdes. “Nós, italianos, amamos gelato com expresso e todas as suas variações. Não conheço, no meu país, gelaterias que não tenham os dois produtos. É o nosso queijo com goiabada. Os brasileiros, ao nos visitarem, gostaram desse nosso costume e o espalharam junto conosco por aqui”, diz o empresário.

No menu da Mi Garba há várias opções à disposição. Do simples expresso (R$ 5,50) ao pretinho mineiro (R$ 7) servido com doce de leite, elas costumam ser degustadas junto do principal produto da casa, o gelato (a partir de R$ 11), ou logo depois dele. Com sorvete e calda de chocolate meio amargo, o brownie (R$ 18) chega à mesa acompanhado do cafezinho.

Dicas

Juliana Fortini, barista da Academia do Café, dá alguns conselhos para quem gosta de harmonizações em torno do café. “Escolha um sabor da sobremesa que não seja muito doce. O açúcar acaba apagando a bebida e o ideal é ressaltá-la. Para isso, vale escolher um expresso bem intenso e associá-lo com sorvetes de pistache, manga e maracujá, ou mesmo os tradicionais baunilha, chocolate meio amargo e creme.” A barista ensina: “O ideal, para não errar na parceria quente/gelado, é optar por um café de notas achocolatadas.”
No Cidade Nova, a Gusto Mio aposta no café como sabor de seus sorvetes. O sócio-proprietário Henrique Falci conta que o gelato de capuccino (a partir de R$ 9) é um dos mais apreciados.
Na carta de cafés, a bebida está disponível em oito intensidades. “Os clientes daqui amam expresso com sorvete de pistache. O nosso pistache, inclusive, é 100% artesanal. Até a massa com as sementes somos nós que preparamos”, informa Falci.

Outro item popular do cardápio, conta ele, é o Affogato (R$ 14), que réune gelato de baunilha, café expresso e farelo de paçoca. Os dois itens são derramados sobre a bola de sorvete, formando um misto interessante de texturas e temperaturas.

A tradicional casca de sorvete ganhou novas funções. Na Lullo Gelato, o pequeno cone virou “xícara”, abrigando chocolate derretido e café expresso (R$ 12). O pretinho, aliás, é servido em diversas variações. O cliente encontra grãos do Sul de Minas (R$ 5,50) e também o exótico café do jacu (R$ 15). Essa opção conta com sementes engolidas pela ave jacu, que vive em florestas do Brasil e da América do Sul. Depois de digeri-las, ele as enterra. Dali surge um café especial. Na Lullo, o cliente pode experimentá-lo acompanhado de uma bolinha de gelato de creme.

Surpresa

“Quem experimenta se surpreende como gosto exótico”, diz Cristiane Temporão, proprietária da Lullo. O menu cafeinado inclui também o macchiato (R$ 6) e o café coado (R$ 6).

Por sua vez, a Easyice aposta na versão gelada do tradicional “café com docinho”. Uma das opções preferidas dos clientes é o expresso com bombom (R$ 6,90).

“O bombom é recheado com sorvete de doce de leite, creme ou chocolate amargo. O crocante do chocolate que fica por fora e o macio do sorvete se misturam com os goles quentes do expresso”, diz Fred Scucato, mestre sorveteiro e dono da Easyice.
Gosto de verão
Estrela da temporada de calor, o sorvete ganha novos sabores à espera do verão – preparações, aliás, levam café. Em janeiro, a Lullo vai lançar o cold brew, gelato de variados sabores com extrato de café a frio (R$ 15).

A Easyice aposta em sabores exclusivos e exóticos, como cambuci (fruta nativa da mata atlântica) e panacota de mirtilo e manjericão – ambos a partir de R$ 7,90/100g.

(Fonte: Portal UAI)