O que o Brasil precisa, a FIEMG apoia

Preservar a saúde e manter de pé o país. E avançar.
Para o Sistema de Saúde continuar operante, a roda da Economia precisa girar.

 

A iniciativa privada uniu forças com o governo e a sociedade e, assim, conseguimos ampliar a capacidade de atendimento do Sistema de Saúde de Minas e oferecer recursos para as pessoas se protegerem. Arrecadamos mais de R$ 100 milhões em ações e iniciativas da indústria, capitaneadas pela FIEMG, que possibilitaram a construção do Hospital de Campanha no Expominas, com cerca de 800 leitos exclusivos para o tratamento de pacientes infectados com o coronavírus e, ainda, ampliar o atendimento em outros 240 leitos ativados nos Hospitais Mario Penna e Mater Dei (Betim/Contagem), além de apoiar a Tacom na produção de 5 mil respiradores em Minas Gerais, dos quais 1.500 serão destinados ao tratamento de pacientes no estado.

 

Entre outras várias ações, o Centro de Inovação e Tecnologia do SENAI já produziu mais de 20 mil litros de álcool 70% para distribuição à rede pública de Saúde e instituições de assistência social, e o SENAI está reparando 580 respiradores que vão beneficiar pacientes, principalmente nos casos graves da doença, em todo o país.

 

A FIEMG participou este ano, também, de acordos históricos para a indústria mineira, que vão manter 300 mil empregos e milhares de empresas funcionando.

O caminho é longo, mas é chegada a hora de olhar para o futuro. Mantendo os protocolos de distanciamento e medidas de proteção, precisamos retomar as atividades gradativamente.

 

25 de maio é o Dia da Indústria. Nesta data, reforçamos o nosso compromisso em proteger vidas e manter empregos.

 

Clique aqui e veja a campanha lançada no dia 24/05, no intervalo do Fantástico.

O Brasil precisa, a FIEMG apoia.