Inteligência Artificial desenvolve maionese, sorvete e leite a base de plantas

Startup NotCo usa IA para fazer maionese, leite e sorvete a base de plantas

Maionese sem ingredientes de origem animal, com receita criada por inteligência artificial, estreará nas prateleiras brasileiras

O quanto a tecnologia está presente nos alimentos que você consome hoje? Porque a partir da semana que vem, você poderá comer uma “maionese” criada com o auxílio de inteligência artificial. A responsável é a startup chilena NotCo, que recria produtos de origem animal a partir de combinações de plantas realizadas por inteligência artificial.

NotMayo foi criada a partir de óleo de canola, grão-de-bico, sementes de mostarda, vinagre de uva, suco de limão, açúcar mascavo, pimenta branco e alho em pó. A combinação foi feita por Giuseppe, que apesar do nome, não é uma pessoa – é a inteligência artificial. O produto que liderará a entrada da NotCo no país custará cerca de R$ 10 por 350 gramas e será vendido com exclusividade para o Pão de Açúcar.

A empresa chilena está focando no Brasil para crescer no mercado da América Latina e também planeja a entrada nos Estados Unidos. Para tal, ela pode contar com a ajuda de ninguém menos do que Jeff Bezos, o dono da Amazon e Whole Foods e um de seus investidores.

A “não-maionese” ainda está ganhando o mercado latino americano, mas a empresa já sabe quais serão seus próximos lançamentos: sorvete e leite sem ingredientes de origem animal. Eles devem chegar no Brasil ainda este ano. Além desses, a NotCo também está planejando um creme de avelã e a carne de origem vegetal. A carne vegana feita de plantas concorrerá com as criadas por startups como Impossible Foods e Beyond Meat.

(Fonte: StartSe – Por Tainá Freitas)