COBRANÇA ASSOCIATIVA

Prezado Empresário,
É um prazer para o SindSorvete poder falar com você!

O sindicato é a forma mais eficaz de aproximar e promover o desenvolvimento do setor, contribuindo, através do associativismo, para a melhoria de suas condições técnicas, sociais e econômicas. O SindSorvete é filiado a FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – e disponibiliza para seus associados cursos, palestras, seminários, visitas técnicas, feiras, assistência jurídica, informações na área tributária e notícias de interesse para nosso setor.

Além disso, o sindicato está desenvolvendo projetos, com o objetivo de modernizar as sorveterias do nosso Estado, em parceria com o SEBRAE MG. Através deles, as empresas participantes estão ganhando mais competitividade no mercado. Por isso, una-se ao SindSorvete, sua participação traz mais força para o setor.

Taxa Associativa: R$120,00 (cento e vinte reais) por mês.

Contamos com você. 

Vagnaldo Geraldo Fonseca
Presidente do SINDSORVETE-MG

Se associar ao SindSorvete é fácil e rápido:

Basta preencher a ficha abaixo e anexar o Contrato Social da empresa e o Registro do CNPJ.

DOWNLOAD FICHA CADASTRAL

Os documentos também podem ser encaminhados, devidamente preenchidos e assinados pelo(s) Diretor(es) da Empresa por email  sindsorvete@fiemg.com.br ou para o seguinte endereço:
SindSorvete – Avenida do Contorno, 4456 – 6º andar – Funcionários – Belo Horizonte – MG | CEP: 30110-028
Contato: (31) 3284.5830 / (31) 99464.6519

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL PATRONAL

Sua empresa contribui e os benefícios aparecem

A contribuição sindical é calculada com base no capital social das empresas, sempre no mês de janeiro. A Contribuição Sindical Patronal é uma contribuição espontânea, destinada a todas as empresas brasileiras. E está previsto no Artigo 578, 579 e 580 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

É importante esclarecer que a verba arrecadada com a Contribuição Sindical é de fundamental importância para o funcionamento do Sindicato. Um Sindicato sólido representa os interesses do empresariado. A contribuição, além de propiciar mais desenvolvimento, traz bons resultados para os seus representados.

A receita é distribuída entre as entidades sindicais que participam do sistema confederativo, sendo 60% para os sindicatos, 20% para a conta especial de emprego e salário, 15% para a federação estadual e 5% para a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O não recolhimento da Contribuição pode impedir a participação em licitações públicas, além de comprometer a rotina administrativa da empresa.